Close

Crise em Portugal deve favorecer setor imobiliário

Com a instabilidade no continente europeu, surge a necessidade de encontrar destinos mais seguros para os aportes.

Com a crise na Europa e, especialmente, em Portugal a tendência é que aumente o fluxo de investimentos dos portugueses no Ceará. Os fundos de investimentos imobiliários despontam como oportunidade promissora nesse contexto. É a expectativa do consultor de valores imobiliários Sérgio Belleza, que proferiu palestra sobre o tema, ontem, no Hotel Luzeiros, em Fortaleza. O evento integra o calendário de comemorações do décimo aniversário da Câmara Brasil-Portugal.

Segundo ele, o Brasil é hoje um destino de investimentos sólidos no ramo imobiliário. “Temos credibilidade e um panorama econômico estável. Mesmo com a crise europeia, há recursos com vocação em investimentos imobiliários em Portugal que precisam encontrar um destino seguro e satisfatório. E o Ceará pode ser essa alternativa”, argumenta.

O consultor afirma que tem recebido demandas, na área de fundos imobiliários, de investidores europeus e portugueses interessados no mercado brasileiro. “No dia 30 de maio, eu estarei no Salão Imobiliário de Madrid, na Espanha, falando sobre fundos imobiliários e oportunidades de negócios no Brasil. Vou expandir minha visita até Portugal para apresentar nosso país como destino de rentabilidade e segurança nesse campo”, antecipa.

Parcerias lusitanas

Em Portugal, ele estima que também devem se apresentar excelentes oportunidade de negócios por meio de parcerias. “É no momento de crise que se efetivam grandes negócios”, diz. Belleza explica que os fundos de investimentos imobiliários envolvem a possibilidade de participação na renda de empresas, de shoppings e outros varejos, escritórios, logística, e, de forma mais latente, em hotelaria.

Incorporação imobiliária

Outro investimento rentável, segundo ele, é o fundo de incorporação imobiliária. “Essa modalidade de fundo é bem mais arriscada e só é indicada para investidores mais qualificados”, alerta. Para Belleza, os dois modelos de investimento são a solução para o mercado imobiliário continuar a crescer. Segundo ele, os recursos tradicionais para financiamento imobiliário no Brasil oriundos de FGTS e das cadernetas de poupança não vão dar conta da demanda crescente do setor.

O presidente da Câmara Brasil-Portugal no Ceará (CBP-CE), Jorge Chaskelmann, também defende que os fundos de investimento e a securitização tem um papel a cumprir na alavancagem do mercado imobiliário do nosso Estado.

Investimento

“Os fundos têm um papel a cumprir na alavancagem do nosso mercado imobiliário”
Jorge ChaskelmannPresidente da Câmara Brasil-Portugal no Ceará

Fonte: Diário do Nordeste.

Deseja receber mais informações, apresentação, vídeo e tabelas?  Por favor, preencha o formulário abaixo e receba o material completo em seu email ou WhatsApp.


  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)
  3. (obrigatório)
  4. (obrigatório)
  5. Responda à questão:
  6. Prefere ser contatado por:
 

error: Conteúdo protegido!

CENTRAL DE VENDAS: (85) 98756-5142 (Oi e WhatsApp) | (85) 99610-0678 (TIM)

x