Close

Ceará pretende ser o estado com melhor conectividade

O Governo do Estado lançou edital de fibras ópticas do Cinturão Digital do Ceará. A expectativa é de que, até 2014, o Ceará seja o estado com melhor conectividade do país.

No Ceará, já existe uma infraestrutura de fibras ópticas de 3.000 km, que forma um anel com ramificações e redes urbanas, chamado Cinturão Digital do Ceará (CDC). Parte do CDC, porém, está em desuso. Para ativá-la e levar conectividade a todo o Estado, o Governo Estadual publicou o edital de concessão de fibras ópticas. Dos 3.000 km, cerca de 2.800 km serão concedidos às empresas vencedoras.

“Queremos que o Ceará seja o estado com melhor conectividade até 2014”, afirma Fernando Carvalho, presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice). Segundo ele, isso não é utopia.

A ideia é que, para a Copa do Mundo, as cidades do interior já estejam com TV e telefonia digital de qualidade. “O primeiro objetivo do Governo é fazer com que o Cinturão seja utilizado por todo mundo: escolas, hospitais, praças, etc. O objetivo é universalizar.”

Para isso, o Governo está investindo, segundo ele, na competição entre as empresas que participarem do edital, que será um pregão presencial no dia 9 de abril. Três empresas ganharão três lotes separados.

Também podem participar consórcios, contanto que uma das empresas seja do ramo de telecomunicações e possua licença da Anatel para operar. A expectativa, segundo Fernando, é de que todas as empresas do ramo participem.

O Governo gastou R$ 54 milhões para fazer a fibra óptica do CDC. A Etice pretende que esse valor seja dividido proporcionalmente ao número de fibras que cada empresa ganhar no lote. “Você divide o investimento e ao mesmo tempo compartilha o custeio da manutenção da fibra óptica. É o primeiro leilão de fibra óptica que temos conhecimento no país”.

Vantagens

Segundo Fernando, em vez de a empresa instalar uma fibra óptica própria, é mais vantajoso financeiramente compartilhar uma estrada como a do CDC.

Fernando reitera que também sai mais barato porque a infraestrutura já está pronta. A empresa não terá de investir ou negociar. “A coisa tá feita. Bem feita, diga-se de passagem. Um padrão que você não encontra nem nos países desenvolvidos. Se comparar com os Estados Unidos, estamos no padrão melhor do que o americano, em termos de qualidade da fibra ótica”, afirma.

O projeto CDC, viabilizado com recursos do Governo do Estado e verba da bancada federal do Ceará, tem valor estimado de R$ 54 milhões.

FONTE: O Povo.

Deseja receber mais informações, apresentação, vídeo e tabelas?  Por favor, preencha o formulário abaixo e receba o material completo em seu email ou WhatsApp.


  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)
  3. (obrigatório)
  4. (obrigatório)
  5. Responda à questão:
  6. Prefere ser contatado por:
 

error: Conteúdo protegido!

CENTRAL DE VENDAS: (85) 98756-5142 (Oi e WhatsApp) | (85) 99610-0678 (TIM)

x