Close

CE é 2º em atrair investimentos do exterior

CE é 2º em atrair investimentos do exterior

Com um horizonte de incertezas na conjuntura econômica do continente europeu, que tem sofrido com desemprego crescente e arrocho fiscal, as nações emergentes, como é o caso do Brasil, tendem a ganhar ainda mais visibilidade, por apresentarem cenários mais atrativos a investimentos do que os países em deterioração. Dentro desse contexto, o Ceará tem se beneficiado e possui posição de destaque no País.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), de janeiro a setembro de 2011, o Estado acumula um montante de investimentos estrangeiros de R$ 29,8 milhões, aportados por pessoas físicas.

O valor – que já fica 15% acima da soma de todo o ano passado, quando a cifra foi de R$ 25,9 milhões – coloca o Ceará como o segundo do País que absorveu esse tipo de investimento, abaixo apenas de São Paulo (com R$ 42,7 milhões).

Topo do Nordeste

No comparativo com os nove primeiros meses do ano passado, o Estado obteve um avanço de 38,5%. Com a chegada de novos aportes oriundos do exterior, ultrapassou o Rio Grande do Norte e já lidera essa modalidade no Nordeste. Os dados do MTE não especificam os segmentos da economia que são beneficiados com esse dinheiro.

Aporte mínimo

O ministério contabiliza apenas dados de estrangeiros que conquistam visto de investidor permanente. Para obter este documento, desde agosto desse ano, o Conselho Nacional de Imigração exige que o empresário internacional invista, no mínimo, a cifra de R$ 600 mil, mediante a apresentação de Registro Declaratório Eletrônico de Investimento Externo Direto no Brasil no Sistema de Informações do Banco Central (Sisbacen).

Há, ainda, a possibilidade de trazer um montante menor, de R$ 150 mil, porém com a obrigatoriedade de criar, pelo menos, dez postos de trabalho no local de instalação.

No País, o total de investimentos do exterior por pessoa física foi de cerca de R$ 152 milhões, de janeiro a setembro. Com o bom número assinalado nesse período, o Ceará alcançou uma fatia de 19% desse bolo.

Itália lidera

De acordo com o MTE, a maior parte dos investidores que escolhem o Brasil para empreender é proveniente da Itália, que, em 2011, já totaliza R$ 35,5 milhões injetados por aqui.

Em seguida, vem a Espanha, com R$ 24,5 milhões, e, em terceiro, a China, que injetou R$ 19,8 milhões em terras brasileiras, quase dobrando o valor em relação ao registrado em igual período do ano passado.

Montante

29,8 milhões de reais é o total de investimentos estrangeiros que chegou ao Estado por pessoas físicas, de janeiro a setembro deste ano.

Deseja receber mais informações, apresentação, vídeo e tabelas?  Por favor, preencha o formulário abaixo e receba o material completo em seu email ou WhatsApp.


  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)
  3. (obrigatório)
  4. (obrigatório)
  5. Responda à questão:
  6. Prefere ser contatado por:
 

error: Conteúdo protegido!

CENTRAL DE VENDAS: (85) 98756-5142 (Oi e WhatsApp) | (85) 99610-0678 (TIM)

x