Close

Castelão terá capacidade ampliada com o objetivo de sediar uma semifinal da Copa de 2014

FORTALEZA – Depois de ser alvo de uma conturbada licitação nos moldes de uma parceria público privada (PPP), o Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Castelão, será remodelado com a promessa de tudo ficar pronto em abril de 2013. As modificações – e principalmente a ampliação dos atuais 59 mil para 67.037 lugares – credenciam o estádio a sediar jogos da semifinal do Mundial, uma vez que o exigido pela Fifa é de 60 mil.

Um pleito oficial neste sentido já foi encaminhado pelo governador do Ceará, Cid Gomes, à Fifa e à CBF. O governo cearense também candidatou o Castelão para abrigar a abertura da Copa.

Iniciado em dezembro passado, o cronograma foi cuidadosamente pensado para que o Ceará também esteja apto a sediar jogos da Copa das Confederações, que acontecem um ano antes do Mundial.

Por enquanto, as intervenções estão nas áreas externas (estacionamento coberto), já que o Castelão está recebendo jogos do primeiro turno do Campeonato Cearense de 2011. Mas, em 31 de março, as portas do estádio serão fechadas definitivamente para que tenham início as obras internas.

Entre os principais pontos do projeto está a aproximação da área que separa a arquibancada inferior do gramado. A distância cairá de 40 metros para 21 metros. Cabines de imprensa, camarotes, vestiários, túneis de acesso ao campo sofrerão mudanças e as cadeiras passarão a ser retráteis.

O Castelão ganhará um novo estacionamento para 1.750 carros e uma cobertura total que protegerá os torcedores de sol e chuva, além de contribuir com a qualidade das imagens retransmitidas pelas emissoras de televisão.

Na visita realizada há cerca de duas semanas ao Castelão, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, fez um elogio público ao governo do Ceará. A previsão inicial da obra de R$ 620 milhões caiu para R$ 518,6 milhões, incluindo a operação do estádio por oito anos. Com isso, tornou-se o estádio brasileiro com menor custo por assento, menos de R$ 6,5 mil por cada.

– É muito comum as críticas quanto ao custo de obras públicas. Mas aqui temos um belíssimo exemplo invertido – disse o ministro dos Esportes, destacando que o valor ficou abaixo da média internacional de custo por assento em estádios do padrão exigido pela Fifa.

Com base nos valores das obras, o custo por assento em Salvador será de R$ 12.109,57 e em Recife de R$ 9.793,30.

Sem aditivo e sem atraso

As obras do Castelão foram divididas em quatro etapas e estão sob a responsabilidade do consórcio Arena Multiuso Castelão, das empresas Galvão Engenharia, Serveng Civilsan e BWA Tecnologia de Informação. Ainda estão em estágio inicial, mas em dia com o cronograma oficial, que prevê a entrega do Castelão em 30 de abril de 2013, com folga de um ano antes do Mundial. Mesmo assim o governo do Ceará não trabalha com hipótese de atrasos e acredita ter um grande trunfo para afastar essa ameaça que ronda outros estádios do Brasil.

– Adotamos a modalidade PPP. Isso tem uma série de diferenças. A principal delas é que não tem conversa de aditivos (no contrato, que normalmente elevam valores e alteram datas). Eles têm prazos para cumprir, prazos de cada etapa. Se não fizerem, terão multas pesadíssimas que vão inibir qualquer possibilidade de lucro deles. Quando tem um problema, não vão questionar o projeto ou o orçamento. Vão ver a forma mais ágil de resolver – disse o governador Cid Gomes.

Pelo menos um problema já foi constatado e solucionado, segundo o governador. O consórcio precisou buscar na Finlândia um equipamento que finca cem estacas por dia para dar reforço ao solo. O que tinha disponível só fincava duas por dia, o que poderia comprometer os prazos.

Fonte: O Globo.

Deseja receber mais informações, apresentação, vídeo e tabelas?  Por favor, preencha o formulário abaixo e receba o material completo em seu email ou WhatsApp.


  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)
  3. (obrigatório)
  4. (obrigatório)
  5. Prefere ser contatado por:
 

error: Conteúdo protegido!

CENTRAL DE VENDAS: (85) 98756-5142 (Oi e WhatsApp) | (85) 99610-0678 (TIM)

x